Notícias

Buscar

PERGENTINO HOLANDA LANÇARÁ LIVRO DE CRÔNICAS E BIOGRAFIA AUTORIZADA


LANÇAMENTO DUPLO ACONTECE NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA, ÀS 17H, NA RESIDÊNCIA DA FAMÍLIA SARNEY, NO BAIRRO CALHAU. OBRAS TÊM O SELO DA EDITORA LUA AZUL LIVROS E LEITURA, CRIADA ESPECIALMENTE PARA ESSA FINALIDADE.


Em evento somente para convidados o jornalista e colunista social, Pergentino Holanda lança nessa segunda-feira (23/11) os livros "Em busca de vultos perdidos” e “PH: Ícone e Grife da Sociedade” (biografia autorizada e escrita pelo jornalista Thiago Bastos). O lançamento terá início às 17h, na residência da família Sarney no bairro Calhau, durante coquetel para um seleto grupo de amigos(as).


Os dois livros foram editados pela Lua Azul Livros e Leitura, selo criado especialmente para essa finalidade. “Em busca de vultos perdidos”, com 287 páginas, por exemplo, é uma coletânea de crônicas publicadas no Caderno PH Revista, do jornal O Estado do Maranhão (Grupo Mirante). O minucioso trabalho de seleção dos textos para a composição da obra coube ao próprio autor, bem como ao escritor Joaquim Itapary, que assina o prefácio.

Pergentino, há meio século, renova o fazer jornalístico maranhense, transformando o papel das páginas do diário O Estado do Maranhão no que Josué Montello conceitua, de maneira fidedigna, como o espelho de uma época à qual os historiadores, no futuro, terão de recorrer para fixar a imagem exata dessa mesma época”, frisa Itapary.


Cidades como Paris, Nova York e Lisboa são roteiros sempre presentes nas crônicas assinadas por Pergentino Holanda e cujas referências recheiam a obra. Ao longo da vida, ele delineou sua trajetória profissional cruzando oceanos, conquistando amizades e acumulando conhecimentos que o transformaram em um cidadão do mundo, o que muito contribuiu para o seu diário de colunista, sempre com uma pitada de poesia.


PERGENTINO HOLANDA ENTRE AS COLUNISTAS SOCIAIS, MADALENA NOBRE E ANINHA MONTEIRO - MACEIÓ.


A minha vida é pautada pelo prazer de descobrir, conhecer e amar. Sou apaixonado pelas pessoas, pelos lugares e pelo mundo. Sou grato a Deus por tudo o que ele tem me dado, principalmente pela minha saúde, pela minha família e pelos meus amigos, que são, sem dúvida, o melhor presente que terei recebido ao longo da existência”, diz Pergentino Holanda.


BIOGRAFIA

Com 290 páginas e escrita pelo jornalista Thiago Bastos, integrante da equipe de redatores de O Estado do Maranhão, a obra sobre a história do mais famoso colunista maranhense e um dos mais renomados do país tem despertado a curiosidade desde que foi anunciada. Logo na apresentação, o jornalista e blogueiro Ribamar Corrêa resume o amigo de longas datas como um jornalista excepcional, escritor refinado, arguto colunista, um ativo agitador cultural, competente repórter político, atento observador de fatos econômicos, ousado promotor de eventos e um antenado cronista de costumes.

“O jornalista tem sido o profissional exemplar, que briga pela informação de ponta e exclusiva, que está sempre provocado pela curiosidade, que aparece sempre insatisfeito, que cumpre com rigor e eficiência irrepreensíveis, de domingo a domingo, o exigente roteiro da leitura diária, que começa bem cedo e só termina em noite avançada, depois que o repórter curioso e obstinado, o redator inteligente e preciso e o editor cuidadoso e exigente concluem suas tarefas”, escreve Ribamar Corrêa.


A BIOGRAFIA TRAZ APRECIAÇÕES CRÍTICAS DE NOMES ILUSTRES DA LITERATURA BRASILEIRA, ENTRE ELES, JOSÉ SARNEY, JOSUÉ MONTELLO, JOSÉ SARAMAGO, JOSÉ CHAGAS, ERASMO DIAS E NAPOLEÃO SABÓIA.


O título da biografia é inspirada numa crônica de José Sarney, um admirador declarado de Pergentino Holanda. “Na história da imprensa maranhense, a presença de Pergentino Holanda no colunismo social foi renovadora e criativa. É que, à faina diária do fazer jornal, da pressão coercitiva da notícia e da angústia do tempo e do espaço, alia ao texto a sua sensibilidade de poeta e seu estilo claro, objetivo, enxuto, que engrandece e valoriza o seu trabalho. São justos o prestígio de que desfruta no país e o orgulho do Estado do Maranhão de tê-lo entre os seus melhores profissionais”, destaca o ex-presidente da República.

O livro, recheado de imagens, muitas ao lado de personalidades nacionais e internacionais, como Jorge Amado e Zélia Gattai, Roberto Carlos, Tancredo Neves, Fernando Henrique Cardoso, Dona Lily Marinho, Donna Summer e Richard Burton e Elizabeth Taylor, destaca a vitoriosa trajetória do maranhense natural de Presidente Dutra, com ênfase, entre outros elementos, ao seu tino para a realização de eventos sociais, que se tornaram sua marca registrada.

Além de exercitar o colunismo social diariamente, Pergentino Holanda tornou-se o mago das produções no Maranhão, sempre em parceria com a designer Cíntia Klamt Motta e a economista e promoter Teresa Martins. São elas, aliás, quem estão responsáveis pela recepção que ele dará na próxima segunda-feira, desta vez em clima literário e respeitando os protocolos de segurança para a Covid-19. Os convidados deverão usar máscaras e ocuparão os diversos ambientes da ampla residência, evitando aglomerações.


FOTOS: PAULO SOARES


  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

 WhatsApp: (98) 98122-2450 | Telefone: (98) 3226-8465 | E-mail: atendimento@milenarte.com.br

© Copyright 2019 - Todos os direitos reservados para Milenarte - Filmagem, Telão, Propaganda